Escola do Torne. 1868-1989

Zona de identificação

tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Escola do Torne. 1868-1989

Forma(s) paralela(s) de nome

Forma normalizada do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

1868-1989

história

Foi em Outubro de 1868 que Diogo Cassels inaugurou em Vila Nova de Gaia a «capela do Torne», construída maioritariamente a expensas próprias e da família. Nesse mesmo ano tiveram início as aulas da escola diária, poucos anos depois instalada também junto à capela. A iniciativa do jovem Cassels, de apenas 23 anos mas nesse mesmo ano levado à justiça, por defender e propagar doutrinas alegadamente contrárias às da religião oficial do Estado, ação que o código penal da época criminalizava, viria a marcar a face daquele pequeno lugar gaiense e a vida de milhares que na Escola do Torne adquiriram formação para a vida ou na igreja ouviram a Palavra e se entregaram a Cristo.

Nos 55 anos seguintes, Diogo Cassels, foi o rosto e a alma da Escola e da Igreja do Torne, que aderiu à Igreja Lusitana poucos meses após a sua fundação, em 1880. A escola diversificou a sua oferta pedagógica a todos os escalões etários, tornou-se conhecida pela excelência e inovação pedagógica e multiplicou por milhares o número de alunos; a atividade social junto dos mais necessitados, a promoção da educação eivada de princípios cristãos sem proselitismo, e a vivência da fé e do testemunho cristão através de múltiplos dispositivos integradores da comunidade venceram o preconceito social e fizeram frutificar a Obra, levando a que à data da sua partida para Deus, em 1923, Diogo Cassels tivesse já o merecido reconhecimento de diversas entidades oficiais, perpetuado na Comenda da Ordem de Cristo e um arruamento com o seu nome, a que mais tarde se juntaria um monumento num jardim da cidade.

O trabalho evangelístico e pedagógico de Cassels teve continuidade ao longo do século XX, primeiro através do Rev. António Ferreira Fiandor (primeiro bispo da IL, em 1958), que lhe sucedeu na paróquia e na direção da escola até 1970 e, desde essa data, pelo Doutor José Manuel Pina Cabral, como diretor da escola, e diversos ministros que entretanto pastorearam a comunidade. Desde o ano de 1989 cabe à AETP manter vivo e fazer florir o legado de Diogo Cassels e seus sucessores junto das crianças e de outros grupos da população mais fragilizados ou carenciados.

The History of the Primary School of Torne
1868-1989
Diogo Cassels opened the so called “Torne Chapel” in October 1868, at Vila Nova de Gaia. This Chapel was sponsored almost with his family money. In that same year, daily primary school lessons began, and some later this School was installed near the Chapel. This initiative of the young Cassels – he was 23 years old - was absolutely decisive to mark the landscape of that small part of Gaia, and the life of thousands of pupils that attended Torne School, and there they became acquainted with a lifetime human formation, or attending the Church, heard the Word and gave their lives to Christ. In this same year he was taken to Court and judge for defending and spreading doctrines, allegedly against the doctrines of the official state religion, and at that time de criminal code permitted a judgment for that subject.
In the following 55 years, Diogo Cassels, was the face and soul of this School and Church. The Torne Chapel became part of the Lusitanian Church few months after its dedication in 1880. The school became more open to pedagogic diversity and for all ages, and turn very famous because of its quality and innovation, and students raised to thousands, with social activities among the needy, promoting an holistic education, not forgetting the Christian values without any signs of proselytism, insisting on a living faith and its testimony using all the mechanisms that helped everyone to became integrated in the wide human community, all this helped the students to win over the social prejudices and strength the Spiritual Work. This prestige made that at the date of his death, in 1923, Diogo Cassels was already recognized by many official entities of the City, and a prove of this was the fact that he won one of the most important Medal of the Country the so called: “Comenda da Ordem de Cristo”, and a street with his name, and later, a monument at one of the city gardens.
The evangelistic and pedagogic work of Cassels found its continuity in the 20th century through the Reverend António Ferreira Fiandor (first Bishop of the Lusitanian Church in 1958), that took Cassels mission at the parish Church and being headmaster of the School till 1970, and from that date by the Dr. José Manuel Pina Cabral, as school director, and through other local Church Ministers. Since 1989 it´s AETP responsibility to keep alive and to help to flourish this legacy inherited from Diogo Cassels and all of the people that came after him with the mission among children and other groups of the population that found themselves more fragile and in need.

Locais

Vila Nova de Gaia

status legal

funções, ocupações e atividades

Ensino básico (primário).

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Entidade relacionada

Fiandor, António Ferreira. 1884-1970, bispo (1884-1970)

Identificador da entidade relacionada

PT ILCAE AFF

Categoria da relação

hieráquico

Datas da relação

1923-1970

Descrição da relação

Foi director da Escola do Torne, entre 1923-1970.

Entidade relacionada

Paróquia de S. João Evangelista. 1868- (1868-)

Identificador da entidade relacionada

PT ILCAE PSJE

Categoria da relação

hieráquico

Datas da relação

1868-1989

Descrição da relação

Entidade relacionada

Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

associativo

Datas da relação

1868/1989

Descrição da relação

Área de pontos de acesso

Ocupações

Zona do controlo

Identificador do registo de autoridade

PT ILCAE ET

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

DIREÇÃO GERAL DE ARQUIVOS; PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO DA DESCRIÇÃO EM ARQUIVO; GRUPO DE TRABALHO DE NORMALIZAÇÃO DA DESCRIÇÃO EM ARQUIVO – Orientações para a descrição arquivística. [Em linha] 2.ª v. Lisboa: DGARQ, 2007. Disponível em WWW:http://dgarq.gov.pt/servicos/documentos-tecnicos-e-normativos/lista-de-documentos/>. ISBN 978-972-8107-91-8.

ISAD(G): Norma Geral Internacional de Descrição Arquivística: adoptada pelo Comité de Normas de Descrição, Estocolmo: Suécia, 19-22 de Setembro de 1999. Conselho Internacional de Arquivos; Trad. Grupo de Trabalho para a Normalização da Descrição em Arquivo. 2.ª ed. Lisboa: IAN/TT, 2004. ISBN: 972-8107-69-2. Também disponível em WWW http://dgarq.

Estatuto

Preliminar

Nível de detalhe

Mínimo

Datas de criação, revisão ou eliminação

23.03.2015 (AV);

Línguas e escritas

  • português

Script(s)

  • latim

Fontes

AFONSO, José António (2007). Protestantismo e educação: história de um projecto pedagógico em Portugal na transição do séc. XIX. Braga: Universidade do Minho. Disponível em: http://hdl.handle.net/1822/7101

PEIXOTO, Fernando (2001). Diogo Cassels. Uma vida em duas margens. Vila Nova de Gaia: Câmara Municipal de Gaia.

Notas de manutenção

  • Área de transferência

  • Exportar

  • EAC