Fiandor, António Ferreira. 1884-1970, bispo

Zona de identificação

tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Fiandor, António Ferreira. 1884-1970, bispo

Forma(s) paralela(s) de nome

  • António Ferreira Fiandor

Forma normalizada do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

identificadores para entidades coletivas

AFF

área de descrição

datas de existência

1884-1970

história

D. António Ferreira Fiandor nasceu no Porto, em 1884, de uma família modesta. Após o ensino elementar, obtém emprego numa oficina de escultura religiosa. Em 1901 assiste a um culto, pela primeira vez, na Igreja Lusitana do Redentor (Porto), integrando-se desde logo nas actividades da comunidade. Entre 1903 e 1907 frequenta o Curso Teológico ministrado por John Harden, no Prado. Entretanto (1905) é licenciado como pregador pelo Sínodo.
A 26 de Abril de 1908 é instituído Diácono, em Madrid, pelo Bispo D. Juan Bautista Cabrera. Designado coadjutor do Reverendo Flower, no Redentor. Em 1911, nesta paróquia, é ordenado Presbítero, também pelo Bispo Cabrera, da Igreja Espanhola Reformada Episcopal.
De Maio de 1908 a Novembro de 1923 é Ministro-Coadjutor da Igreja do Redentor, no Porto.
Após a morte de Diogo Cassels, em 1923, este deixa a Fiandor a herança: substituição na direcção da Escola do Torne e pastor da Igreja de S. João Evangelista.
Em Novembro de 1957, o Sínodo Diocesano (de que era Presidente desde 1939) elege-o Bispo da Igreja. Foi sagrado em 22 de Junho de 1958, na Catedral de São Paulo, em Lisboa. Foram bispos sagrantes D. Plínio Simões (Igreja Episcopal Brasileira), Normann Nash (Igreja Episcopal dos EUA) e James McCann, da Igreja da Irlanda.
Em 1960 resignou à presidência do Sínodo, por limite de idade. Manteve-se como diocesano até à sagração de D. Luís Pereira, em 1962, continuando ao serviço da Igreja até ao fim dos seus dias.
Ainda em 1968 participa nos eventos comemorativos do centenário da Escola do Torne, que dirigiu durante quase meio século.
Faleceu em 23 de Julho de 1970.

Locais

Vila Nova de Gaia (cidade, Portugal)

status legal

funções, ocupações e atividades

Pregador
Presbítero
Bispo

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Entidade relacionada

Escola do Torne. 1868-1989 (1868-1989)

Identificador da entidade relacionada

PT ILCAE ET

Categoria da relação

hieráquico

Datas da relação

1923-1970

Descrição da relação

Foi director da Escola do Torne, entre 1923-1970.

Entidade relacionada

Monte Pio das Uniões Evangélicas do Porto e Gaia (1913-09-19/1914-03-19)

Identificador da entidade relacionada

PT ILCAE MPUEPG

Categoria da relação

hieráquico

Datas da relação

1913-1914

Descrição da relação

Foi um dos fundadores

Funções relacionadas

Funções relacionadas

Funções relacionadas

Funções relacionadas

Zona do controlo

Identificador do registo de autoridade

PT ILCAE AFF

Identificador da instituição

Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR(CPF): Norma internacional de registos de autoridade arquivística para pessoas colectivas, pessoas singulares e famílias. 2.ª ed. Lisboa: IAN/TT, 2004.

Estatuto

Preliminar

Nível de detalhe

Mínimo

Datas de criação, revisão ou eliminação

13.04.15 (AV);

Línguas e escritas

  • português

Script(s)

  • latim

Fontes

NETO, Vítor (2001). “A Igreja Lusitana Evangélica: génese e consolidação (1880-1991)” in Luís A. de Oliveira RAMOS, Jorge Martins RIBEIRO, Amélia POLÓNIA (coords.), Estudos em homenagem a João Francisco Marques, coord. . Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, v. 1, p. 185-197

PEIXOTO, Fernando (2001). Diogo Cassels. Uma vida em duas margens. Vila Nova de Gaia: Câmara Municipal de Gaia.

Notas de manutenção