Fundo CPEJ - Capela da Propagação Evangélica

Livro dos baptismos celebrados na Missão de Lisboa pelo Reverendo Dr. Vicente Gómez y Tojar

Zona de identificação

Código de referência

PT ILCAE CPEJ

Título

Capela da Propagação Evangélica

Data(s)

  • 1837-1912-03-13 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

2 liv.
papel

Zona do contexto

Nome do produtor

(1839-1870)

História administrativa

Se o protestantismo se difundira, na ilha da Madeira, na década de 40 e se, no continente, Gomez y Togar fundou, em 1839, a "Capela da Promulgação do Santo Evangelho de Jesus" (Lisboa), a tendência episcopal deste núcleo seria retomada, a partir de 1867, por Angel Herreros de Mora.
Este eclesiástico foi eleito primeiro bispo de uma Igreja reformada em Portugal (1874). Em consequência das decisões tomadas pela Igreja católica, no Concílio Vaticano I, uma dezena de sacerdotes abandonou esta corporação, como protesto contra os novos dogmas, e filiou-se na congregação de Angel Mora. Vários destes ex-padres contraíram matrimónio na Igreja Evangélica Reformada transformando-se também nos principais pastores dos núcleos evangélicos. Porém, alguns viram-se forçados a encontrar meios para a sua sustentação em actividades seculares. Em 1870, no templo de Mora, teve também lugar a abjuração do padre João Joaquim da Costa e Almeida. Os padres José Inácio Pinheiro e
Manuel Jerónimo Cordeiro, depois de passarem pela Igreja Evangélica Espanhola, retornaram ao catolicismo. Por seu lado, José Joaquim Rechoso entrou na comunidade de Mora, mas acabou por seguir a advocacia em Portalegre, enquanto José Nunes Chaves, após o ingresso na congregação presbiteriana de S. Paulo (Lisboa), seria um dos fundadores da Igreja Lusitana. Perante a rigidez da lei, alguns padres apóstatas adquiriram a nacionalidade espanhola (ex. António Ribeiro de Melo).

História do arquivo

A comunidade anglicana de Lisboa teve origem na missionação de Vicente Gómez y Tojar (de origem espanhola e membro da European Missionary Society), que chegou a Lisboa em 1837. Foi fundada uma congregação de rito anglicano, instalada na Capela da Propagação Evangélica do Filho de Deus, na Rua do Almada, tendo aquela comunidade estado activa entre 1839 e 1870.

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Acumulação

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Fundo de pequenas dimensões composto por livros de registos de casamentos e batismos.

Avaliação, selecção e eliminação

Conservação definitiva

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Ordenação cronológica

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Mediante autorização da ILCAE

Condiçoes de reprodução

Mediante autorização da ILCAE

Idioma do material

  • português

Script do material

  • latim

Notas ao idioma e script

manuscrito

Características físicas e requisitos técnicos

Estado de conservação: mau

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

CPEJ

Identificador da instituição

PT/ILCAE

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Preliminar

Nível de detalhe

Mínimo

Datas de criação, revisão, eliminação

14.07.15 (AV);

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

MOREIRA, Eduardo Henriques (1949). Esboço da História da Igreja Lusitana. Vila Nova de Gaia: Edição do Sínodo da Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica.

PEIXOTO, Fernando (2001). Diogo Cassels. Uma vida em duas margens. Vila Nova de Gaia: Câmara Municipal de Gaia.

NETO, Vítor (2001). “A Igreja Lusitana Evangélica: génese e consolidação (1880-1991)” in Luís A. de Oliveira RAMOS, Jorge Martins RIBEIRO, Amélia POLÓNIA (coords.), Estudos em homenagem a João Francisco Marques, coord. . Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, v. 1, p. 185-197

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados