Mostrar 230 resultados

Descrição arquivística
Texto
Opções de pesquisa avançada
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

230 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

[Registo dos] benfeitores das Escolas do Torne e do Prado

  • PT ILCAE ET/GF/TES/RB/004
  • Documento composto
  • 1945-05-07-1963-01-15
  • Parte de Escola do Torne

Na primeira página tem os seguintes dizeres "Aos benfeitores das Escolas do Torne e do Prado". Contém: registos sobre os alunos; registos com os nomes das empresas benfeitoras; relatórios das escolas do Torne e do Prado.

[Registo dos benfeitores da Escola do Torne]

  • PT ILCAE ET/GF/TES/RB/001
  • Documento composto
  • 1899-1929-06-28
  • Parte de Escola do Torne

Registo dos benfeitores da Escola do Torne iniciado por Diogo Cassels: contém recortes de jornais sobre distribuição de prémios escolares; registos sobre os alunos; registos com os nomes das empresas benfeitoras; relatórios das escolas do Torne e do Prado.

[Livro de recortes de jornais da Igreja de S. Paulo]

Livro de recortes diversos da igreja de S. Paulo: orações, divulgação de cultos, rifas, quotas, circulares, lembrança do dia das mães, serviços divinos, anúncios da festa das colheitas, notícias de congressos, bazares da igreja, recortes de diversos jornais, recitais, reuniões de propaganda, hinos, convites e itinerários de excursões.

[Livro de beneficência a favor da Escola do Torne ]

  • PT ILCAE ET/GF/TES/RB/003
  • Documento composto
  • 1948-10-20-1961-12-18
  • Parte de Escola do Torne

Livro de beneficência a favor da muito antiga escola do Torne fundada em 1868 por Diogo Cassels, em Vila Nova de Gaia.
Numa das folhas lê-se: "o meu grande reconhecimento a Miss Mary de H. Cassels pela angariação e entrega total dos donativos angariados em 1960 e a minha gratidão aos exmos. benfeitores que os deram, amparando assim a obra de instrução e beneficência que a escola do torne, fundada por Diogo Cassels há quase cem anos, realiza em Vila Nova de Gaia."

Uma espécie de relatório do 1º ano

Relatório da Igreja Lusitana da publicação periódica "O cristão lusitano", órgão da igreja com direcção de Joaquim dos Santos Figueiredo, bispo-eleito, redactor principal Armando Pereira Araújo e administração de André Cassels e Frederic Flower.
Este relatório tem a prestação de receitas e despesas do primeiro ano.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1911_5ª parte

Continuação dos relatórios de 1911: carta de José Pereira Martins; fundo paroquial e fundo dos pobres da igreja do Espírito Santo de Setúbal; comissão administrativa e fundo da Missão da Madalena - Armando Pereira de Araújo; Missão de Oliveira do Douro - por José Leite Bonaparte; Missão Evangélica da Rua do Cabo - Lisboa.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1911_4ª parte

Continuação dos relatórios de 1911: Igreja e escola do Bom Pastor; igreja do Redentor - Porto: junta para 1912, fundo paroquial, fundo dos pobres, escolas evangélicas; Missão Evangélica de Rio de Mouro - Sintra; Igreja do Espírito Santo - Gerentes para 1912.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1894

Relatórios da Igreja Lusitana de 1894: Igreja Episcopal Reformada Espanhola, Bispo de Clogher, Velho-Católicos, Relatório da Igreja de Santíssima Trindade em Rio de Mouro ano de 1894 (eleições), Congregação de S. Paulo (eleições), Igreja de S. Pedro (gerentes para 1895), Igreja de Jesus (gerentes para 1895), Igreja de S. João Evangelista (gerentes para 1895), cemitério de Mafamude.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1893

Relatórios da Igreja Lusitana de 1893: revista religiosa "O Evangelista", Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro), relatório de 1893; Igreja de S. Paulo, gerentes para 1894; Igreja de Jesus, gerentes para 1894; Igreja de S. Pedro, gerentes para 1894; Igreja Lusitana - Torne, gerentes para 1894, fundo dos pobres, nova Capela, Festa das Colheitas, cultos divinos, receitas e despesas, festa escolar, cemitério de Mafamude.
Igreja do Redentor - junta para 1894, escola masculina; Congregação do Bom Pastor (Candal) - junta para 1894, escola feminina e masculina.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1892

Relatórios da Igreja Lusitana de 1892: visita de Lord Plunket, Arcebispo de Dublin, Bispo de Clogher, cónego Meyrich e Rev. Robertson, Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro), corpos gerentes para 1893; Igreja de S. Paulo, gerentes para 1893; Igreja de Jesus, gerentes para 1893; Igreja de S. Pedro, gerentes para 1893; Igreja Lusitana - Torne, gerentes para 1893, gerentes para 1893, fundo dos pobres, nova Capela, Festa das Colheitas, cultos divinos, receitas e despesas, festa escolar.
Igreja do Redentor - gerentes para 1893, escola masculina; Congregação do Bom Pastor (Candal) - gerentes para 1893, escola feminina e masculina.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1891

Relatórios da Igreja Lusitana de 1891: André Cassels (diaconia), Sínodo reunido pela primeira vez em Vila Nova de Gaia, Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro), corpos gerentes para 1892; Igreja de S. Paulo, gerentes para 1892; Igreja de Jesus, gerentes para 1892; Igreja de S. Pedro, gerentes para 1892; Igreja Lusitana - Torne, gerentes para 1892, gerentes para 1892, Sociedade de Socorros, fundo dos pobres, Festa das Colheitas, coro evangélico, cultos divinos, banco de artistas, escola noturna para adultos, receitas e despesas, gabinete de leitura, festa escolar, sopa económica, escola do Torne notícia do Jornal de Notícias.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1890

Relatórios da Igreja Lusitana de 1890: Sínodo, Colégio Lusitano, Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro) - corpos gerentes para 1891; Igreja de S. Paulo - gerentes para 1891; Igreja de Jesus - gerentes para 1891; Igreja de S. Pedro - gerentes para 1891; Igreja Lusitana - Torne - gerentes para 1891, membros comungantes e à prova, Sociedade de Socorros, fundo dos pobres, Festa das Colheitas, coro evangélico, cultos divinos, banco de artistas, escola noturna, receitas e despesas, gabinete de leitura, festa escolar, sopa económica. Capela do Redentor - escola diária, organista; Igreja do Bom Pastor (Candal) - membros da junta, escola do sexo feminino e masculino, escola noturna para adultos; fundos paroquiais das igrejas.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1889

Relatórios da Igreja Lusitana de 1889: jornal "A Reforma" - Guilherme Dias, Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro) - corpos gerentes para 1890; Igreja de S. Paulo - gerentes para 1890; Igreja de Jesus - gerentes para 1890; Igreja de S. Pedro - gerentes para 1890; Igreja Lusitana - Torne - gerentes para 1890, aula diária, instrução secundária, Festa das Colheitas, relógio grande da torre, coro evangélico, cultos divinos, banco de artistas, receitas e despesas, gabinete de leitura, distribuição da sopa económica, reunião de costura para mães, festa escolar, conferência sobre o purgatório.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1888

Relatórios da Igreja Lusitana de 1888: Resoluções adotadas na reunião dos Bispos de Irlanda, em 19 de fevereiro de 1889, Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro) - corpos gerentes para 1889; Igreja de S. Paulo - gerentes para 1889; Igreja de Jesus - gerentes para 1889; Igreja de S. Pedro - gerentes para 1889; Igreja Lusitana - Torne - gerentes para 1889, aula diária, instrução secundária, Festa das Colheitas, relógio grande da torre, coro evangélico, cultos divinos, banco de artistas.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1887

Relatórios da Igreja Lusitana de 1887: Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro) - corpos gerentes para 1888; Igreja de S. Paulo - gerentes para 1888; Igreja de Jesus - gerentes para 188; Igreja de S. Pedr - , gerentes para 1888; Igreja Lusitana - Torne - gerentes para 1888, aula diária, instrução secundária, Festa das Colheitas, coro evangélico, escola dominical, fundo dos pobres, receitas e despesas, coletas especiais, banco de artistas, Sociedade de Socorros, festa escolar.
Exemplar assinado por Diogo Cassels.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1886

Relatórios da Igreja Lusitana de 1886: Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro) - corpos gerentes para 1887; Igreja de S. Paulo - gerentes para 1887; Igreja de Jesus - gerentes para 1887; Igreja de S. Pedro - gerentes para 1887; Igreja Lusitana - Torne - gerentes para 1887, aula diária, aula noturna, Festa das Colheitas, coro evangélico, escola dominical, fundo dos pobres, Sociedade de Socorros, festa escolar; Capela do Redentor.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1885

Relatórios da Igreja Lusitana de 1885: Comissão Permanente Diocesana; movimentos das congregações; Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro) - corpos gerentes para 1886; Igreja de S. Paulo - gerentes para 1886; Igreja de Jesus - gerentes para 1886; Igreja de S. Pedr - , gerentes para 1886; Igreja Lusitana - Torne, coro evangélico, Festa das Colheitas, distribuição de prémios, banco de artistas, fundo dos pobres, Sociedade de Socorros, receitas e despesas.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1884

Relatórios da Igreja Lusitana de 1884: Sínodo; quantias reunidas pelas juntas paroquiais; Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro); Igreja de S. Paulo, gerentes para 1885; Igreja de Jesus, gerentes para 1885; Igreja de S. Pedro, gerentes para 1885; Igreja Lusitana - Torne, Festa das Colheitas, escola dominical, liberdade de culto, fundo dos pobres, Sociedade de Socorros, escolas diárias, receitas e despesas, junta de 1885, informações e conselhos à congregação; Capela do Redentor (Porto); fundos paroquiais; contribuintes da Igreja.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1883

Relatórios da Igreja Lusitana de 1883: Congregação da Santíssima Trindade (Rio de Mouro), gerentes para 1884; S. Paulo, gerentes para 1884; Igreja de Jesus (S. Marçal), gerentes para 1884; Igreja de S. Pedro, gerentes para 1884; Igreja Lusitana do Torne - Festa das Colheitas, escolas diárias, escolas noturnas, escola dominical, estudo de música, Sociedade de Socorros Mútuos, junta eleita para 1884, representantes do Sínodo, professoras e mestra infantil; Capela do Redentor (Porto); fundos paroquiais - receitas e despesas; quotas dos congregados da Igreja Lusitana; Igreja evangélica de S. Lázaro (Porto) - receitas e despesas; contribuintes da Igreja; Carta dirigida ao secretário do Sínodo da Igreja Lusitana, por Lord Plunket, bispo de Meath.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1882

Relatórios da Igreja Lusitana de 1882: Rio de Mouro (eleições), Igreja de S. Paulo, Igreja de Jesus, Igreja de S. Pedro, Igreja do Torne, fundos paroquiais, aulas, receitas e despesas, Regulamento Geral da Igreja e Cânones.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1880

Relatórios da Igreja Lusitana de 1880: é o primeiro de Vila Nova de Gaia. Definição e organização da Igreja, Congregação de Vila Nova de Gaia, receitas e despesas do fundo paroquial, Liga Evangélica de Socorros aos Pobres e doentes da Gaia em 1880, agradecimentos.

Resultados 1 a 30 de 230