Mostrar 50 resultados

Descrição arquivística
Vila Nova de Gaia (cidade, Portugal)
Opções de pesquisa avançada
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

27 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

[Atas da Comissão de Legalização das propriedades legadas por Diogo Cassels]

Atas da Comissão de legalização das propriedades legadas às igrejas do Torne e do Prado, pelo reverendo Diogo Cassels, foi nomeada pela Comissão Permanente da Igreja Lusitana: André Cassels, Frederico Flower, Augusto da Costa Pereira, membro da Junta Paroquial, António Ferreira Fiandor (secretário da comissão).

Uma espécie de relatório do 1º ano

Relatório da Igreja Lusitana da publicação periódica "O cristão lusitano", órgão da igreja com direcção de Joaquim dos Santos Figueiredo, bispo-eleito, redactor principal Armando Pereira Araújo e administração de André Cassels e Frederic Flower.
Este relatório tem a prestação de receitas e despesas do primeiro ano.

Reverendo José Pereira Martins. Documentos de instituição a diácono e ordenação a presbítero

Documentos de Instituição a diácono e ordenação a presbítero de José Pereira Martins: certidão de assento de batismo; carta de pedido de licença para evangelista; carta da Comissão Permanente a certificar todos os documentos apresentados para a admissão ao ofício de diácono; Resposta de John Harden à Comissão Permanente a certificar a frequência no curso de Teologia; carta da Junta Paroquial da Paróquia do Bom Pastor a admitir José Pereira Martins como diácono; atestado da Junta Paroquial da Paróquia do Bom Pastor a conceder a ordem de presbítero.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1911_5ª parte

Continuação dos relatórios de 1911: carta de José Pereira Martins; fundo paroquial e fundo dos pobres da igreja do Espírito Santo de Setúbal; comissão administrativa e fundo da Missão da Madalena - Armando Pereira de Araújo; Missão de Oliveira do Douro - por José Leite Bonaparte; Missão Evangélica da Rua do Cabo - Lisboa.

Relatórios da Igreja Lusitana de 1911_4ª parte

Continuação dos relatórios de 1911: Igreja e escola do Bom Pastor; igreja do Redentor - Porto: junta para 1912, fundo paroquial, fundo dos pobres, escolas evangélicas; Missão Evangélica de Rio de Mouro - Sintra; Igreja do Espírito Santo - Gerentes para 1912.

Relatórios da Igreja Lusitana 1909_4ª parte

Continuação dos relatórios de 1909: igreja do Redentor - contribuintes do fundo paroquial; igreja da Santíssima Trindade - Rio de Mouro - fundo paroquial e fundo dos pobres; igreja do Espírito Santo - gerentes para 1910; contribuintes para o fundo paroquial - listagem; Missão de Oliveira do Douro - comissão administrativa para 1910.

Relatórios da Igreja Lusitana 1909_3ª parte

Continuação dos relatórios de 1909: igreja de S. João Evangelista - fundo paroquial; Sociedade Evangélica de Socorros Mútuos; igreja do Bom Pastor - junta paroquial para 1910; fundo paroquial, fundo dos pobres e fundo da Missão da Madalena; Igreja do Redentor - junta paroquial para 1910 - Frederico Flower.

Relatórios da Igreja Lusitana 1909_2ª parte

Continuação dos relatórios de 1909: igreja de S. Pedro - Lisboa - escola para crianças, por Josué Silva; fundo paroquial de 1909; Igreja de S. João Evangelista - gerentes para 1910; relatório das escolas do Torne e do Prado.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_5ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_5ª parte: igreja do Espírito Santo - contribuintes, fundo paroquial, donativos especiais, fundo dos pobres; Missão de Oliveira do Douro; instalação do colégio lusitano - aluguer da sala

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_4ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_4ª parte: visita de D. Juan Cabrera, da Igreja Episcopal Reformada de Espanha; União Feminina; Legado de António Maria Candal; União Feminina; fundo dos pobres 1908; Missões do Bom Pastor (Guimarães e Madalena); Escola do Bom Pastor - Candal - receita e despesa; Igreja da S. Trindade - encerramento temporário da escola anexa; fundo paroquial, fundo dos pobres; Igreja do Salvador do Mundo - junta paroquial 1908, fundo paroquial; Igreja do Espírito Santo - gerentes para 1909.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_3ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_3ª parte: fundo paroquial de 1908 da igreja de S. João Evangelista; Sociedade Evangélica de Socorros Mútuos de Gaia - receita e despesa e nomeação de informadores para 1909; Igreja do Redentor - gerentes para 1909; contribuintes do fundo paroquial 1908; fundo dos pobres 1908; obras extraordinárias; fundo das escolas 1908; fundo da casa nova 1908; Igreja do Bom Pastor - Junta Paroquial 1909, com referência à Missão da Madalena e à Missão de Guimarães.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_2ª parte

Relatório da Igreja Lusitana 1908_2ª parte: Igreja de S. Pedro - Junta para 1909; contribuintes fundo paroquial 1908; fundo dos pobres 1908; Igreja de S. João Evangelistas - gerentes para 1909; movimento paroquial; relatórios das escolas do Torne e do Prado - ginástica e exercício militar, instrução secundária.

Relatórios da Igreja Lusitana 1907_3ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1907_3ª parte: Igreja Santíssima Trindade - gerentes 1908, fundo paroquial 1907, fundo dos pobres de 1907; Igreja do Salvador - junta paroquial 1908, fundo paroquial 1907; Igreja do Espírito Santo - Junta Paroquial 1908, contribuintes 1907, fundo paroquial 1907.

Relatórios da Igreja Lusitana 1906_4ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1906_4ª parte: Igreja Santíssima Trindade - contribuintes 1906; fundo paroquial 1906; fundo dos pobres 1906; Igreja do Salvador do Mundo: junta paroquial 1907; fundo paroquial 1906; Missão e Colégio de Setúbal: relatório; contribuintes 1906.

Relatório da Igreja Lusitana de 1911_2ª parte

Relatório da Igreja Lusitana de 1911_2ª parte: igreja de S. Pedro - junta 1912,contribuintes, fundo paroquial, fundo dos pobres. colégio evangélico de S. Pedro; igreja de S. João Evangelista - gerentes para 1912, relatório das escolas do Torne e do Prado.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1943-1944

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1943-44: Homenagem a Fredrico Flower, posição da Igreja, igreja de S. Pedro, igreja de S. Paulo, igreja de Jesus, igreja do Redentor, igreja do Espírito Santo, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom pastor, igreja do Salvador do Mundo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor, Missão Lusitana dos Mártires da Fé, Missão de Santiago Apóstolo, Missão de Santo Estevão.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1942

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1942: Homenagem a Fredrico Flower, posição da Igreja, igreja de S. Pedro, igreja de S. Paulo, igreja de Jesus, igreja do Redentor, igreja do Espírito Santo, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom pastor, igreja do Salvador do Mundo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor, Missão Lusitana dos Mártires da Fé, Missão de Santiago Apóstolo, Missão de Santo Estevão.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1941

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1941: movimento das igrejas e missões, movimento cultural e de fraternidadecristã, movimento das escolas dominicais, movimento escotista, movimento de instrução pública, igreja de S. Pedro, igreja de Jesus, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom Pastor, igreja do redentor, igreja do Salvador do Mundo, igreja do Espírito Santo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor.

Relatório colectivo da Igreja Lusitana 1939 [continuação]

Relatório colectivo da Igreja Lusitana 1939 [continuação]: agenda da Igreja Lusitana, congregação de S. Pedro, congregação de S. Paulo, congregação de Jesus, congregação do Redentor, congregação de Setúbal, congregação de S. João Evangelista, congregação do Bom Pastor, congregação do Salvador do Mundo, congregação de Cristo, congregação de Alcácer do Sal, Missão dos Mártires da Fé - Évora, Missão de Santo Estevão - Campanhã - Porto, Missão de Santiago Apóstolo - Valbom - Gondomar; lista de pregadores licenciados.

Quotização de 1952 a 1958

Livro de quotizações da Associação dos Antigos Alunos das Escolas do Torne e do Prado composto por:

  • número de sócio;
  • Nome;
  • Encarregado da cobrança;
  • Quotas em atraso;
  • Quotização anual;
  • Discriminação das quotas pagas ou devolvidas;
  • Meses do ano;
  • Total;
  • Observações.

Processos de ordenação e instituição de ministros da Igreja Lusitana

Os processos de ordenação de diáconos e presbíteros da Igreja Lusitana são constituídos pelos documentos seguintes:
1 - Certidão de batismo
2 - Atestado de ciência competente de estudos teológicos, passado pelo Bispo ou por ministros por ele autorizados
3 - "Siquis" que deverá ser lido a um domingo no serviço divino na igreja a que pertencer o candidato. A leitura desse aviso deverá ser certificada pelo respetivo ministro e por um membro da Junta
4 - Carta testemunhal assinada por 3 ministros da Igreja Lusitana, em atividade
5 - Atestado da Junta Paroquial da Congregação a que pertence (Constituição art. XXVII)
6 - Declaração formal da crença nas Sagradas Escrituras e obediência canónica
7 - Recomendação da Junta Paroquial ao Sínodo Diocesano ou Comissão Permanente Diocesana (artigo XXVI)
8 - Recomendação do Sínodo Diocesano ao Bispo
9 - Carta de Apresentação a uma capela como ministro ou coadjutor

Resultados 1 a 30 de 50