Mostrar 54 resultados

Descrição arquivística
Lisboa (cidade, Portugal) Com objeto digital
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

Igreja Lusitana, Católica, Apostólica, Evangélica (Diocese)

  • PT ILCAE DIO
  • Fundo
  • 1878-2013

O fundo da Diocese da Igreja Lusitana é composto pelas seguintes secções: Secção SD: Sínodo Diocesano; Secção CP: Comissão Permanente; Secção BISP: Bispos; Secção RH: Recursos Humanos; Secção RIG: Relações com outras igrejas; Secção GF: Gestão Financeira; Secção GP: Gestão do Património; Secção RIG: Relações com outras igrejas; SF AS: Arciprestado do Sul

Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica (Diocese). 1880-

Joaquim dos Santos Figueiredo

Joaquim dos Santos Figueiredo foi um clérigo católico romano que em 1898 aderiu à Igreja Lusitana.
Percurso religioso:

  • Em 1922 o Sínodo elege-o bispo da Igreja Lusitana, tornando-se no primeiro bispo não sagrado. Foi um dos presbíteros mais prestigiados da Igreja e presidente do Sínodo, sendo o primeiro bispo não eleito da Igreja Lusitana. dirigiu o Colégio Lusitano (anexo à igreja de S. Paulo, em Lisboa), onde foi também presbítero.

Jornal do I Congresso da Igreja Lusitana

Número único dedicado ao I Congresso da Igreja Lusitana com o seguinte conteúdo: a aurora do evangelho na lusitânia, por A. Pinto Ribeiro; o primeiro congresso da Igreja Lusitana como meio de despertamento de novas energias, por Leopoldo de Figueiredo; razão de ser; origem do culto dos santos, por J. Santos Figueiredo; primeiro congresso da Igreja Lusitana, por Belarmino J. Vieira Barata; excursão a Sintra e Cascais; o valor espiritual que pode ter o nosso congresso, por Josué Ferreira de Sousa Júnior; algumas características da prmitiva Igreja Lusitana; lista de congressistas inscritos; esclarecimentos aos congressistas da província.

Júlio Bento da Silva. [18??]-1937

Percurso religioso:
Júlio Bento da Silva aderiu à Igreja Lusitana em 1902 onde foi aluno do Curso Teológico do Dr. Harden, na Paróquia do Salvador do Mundo. Em 1907 foi instituído diácono, em 1911 foi ordenado presbítero da Congregação da Santíssima Trindade em Rio de Mouro, Sintra. Depois da Igreja de Jesus ser reconstituída como missão, reorganizando-se de novo como paróquia em 1909, então na Rua do Rato, ficou sob a liderança do Rev. Júlio Bento da Silva, que a dirigiu até à sua morte, em 1937.

Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica (Diocese). 1880-

Livro dos baptismos celebrados na Missão de Lisboa pelo Reverendo Dr. Vicente Gómez y Tojar

O livro de batismos inicia no fl. 147 até ao fl. 169, pelo que se pode aferir que este livro seria composto por vários outros que foram entretanto desmanchados.
Foi redigido e assinado por Vicente Gómez y Tojar, porém não contém as assinaturas dos pais e padrinhos.
Desse período conservam-se registos da celebração de 16 batismos e um matrimónio, o do ex-padre Porfírio Carvalho e Melo, designado como “presbítero anglicano” no assento respetivo, mas sobre o qual não se possuem outras informações.

O primeiro dos batismos celebrado na inauguração da capela, segundo o ritual da Igreja de Inglaterra, foi o de Vicente Pedro Joaquim, filho do Rev. Dr. Gómez y Tojar e da inglesa Anna Pratt, com quem o espanhol casara durante a sua permanência na Inglaterra. Os restantes registos dizem respeito a crianças oriundas de famílias espanholas, inglesas, suíças e italianas, refletindo a abrangência do ministério do Dr. Gómez, como era conhecido, salientando-se também o filho de um ex-diácono católico. Em correspondência para Inglaterra, o presbítero anglicano sugere que outros padres católicos integravam ou pelo menos simpatizavam com a capela anglicana.

Paróquia de S. Paulo

  • PT ILCAE PSP
  • Fundo
  • 1876-

O fundo da igreja de S. Paulo é constítuido pelas seguintes secções e sub-fundos: SC COR: constituição, organização e regulamentação; SC JP: junta paroquial; SC CUL: culto; SC GF: gestão financeira; SC ED: escola dominical; SC CEL: Coro Evangélico Lusitano; 5 sub-fundos: SF: Ação de Renovação Cristã; SF: Sociedade de Esforço Cristão; SF: Sociedade de Senhoras da Paróquia de S. Paulo; SF: Juventude Auxiliar da Igreja Evangélica de S. Paulo; SF: União Cristã Evangélica; SF: Grupo 53 de Escuteiros; SF: Colégio Evangélico Lusitano

Paróquia de S. Paulo. 1876-

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1941

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1941: movimento das igrejas e missões, movimento cultural e de fraternidadecristã, movimento das escolas dominicais, movimento escotista, movimento de instrução pública, igreja de S. Pedro, igreja de Jesus, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom Pastor, igreja do redentor, igreja do Salvador do Mundo, igreja do Espírito Santo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1942

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1942: Homenagem a Fredrico Flower, posição da Igreja, igreja de S. Pedro, igreja de S. Paulo, igreja de Jesus, igreja do Redentor, igreja do Espírito Santo, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom pastor, igreja do Salvador do Mundo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor, Missão Lusitana dos Mártires da Fé, Missão de Santiago Apóstolo, Missão de Santo Estevão.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1943-1944

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1943-44: Homenagem a Fredrico Flower, posição da Igreja, igreja de S. Pedro, igreja de S. Paulo, igreja de Jesus, igreja do Redentor, igreja do Espírito Santo, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom pastor, igreja do Salvador do Mundo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor, Missão Lusitana dos Mártires da Fé, Missão de Santiago Apóstolo, Missão de Santo Estevão.

Relatório da Igreja Lusitana de 1911_2ª parte

Relatório da Igreja Lusitana de 1911_2ª parte: igreja de S. Pedro - junta 1912,contribuintes, fundo paroquial, fundo dos pobres. colégio evangélico de S. Pedro; igreja de S. João Evangelista - gerentes para 1912, relatório das escolas do Torne e do Prado.

Relatórios da Igreja Lusitana 1904-1905_2ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1904-1905_2ª parte: Igreja de S. Paulo - junta paroquial 1906, fundo paroquial 1904-1905, fundo dos pobres, contribuintes 1905; Igreja de S. João Evangelista - junta paroquial 1906, fundo paroquial 1904, contribuintes 1905.

Relatórios da Igreja Lusitana 1906_4ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1906_4ª parte: Igreja Santíssima Trindade - contribuintes 1906; fundo paroquial 1906; fundo dos pobres 1906; Igreja do Salvador do Mundo: junta paroquial 1907; fundo paroquial 1906; Missão e Colégio de Setúbal: relatório; contribuintes 1906.

Relatórios da Igreja Lusitana 1907_3ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1907_3ª parte: Igreja Santíssima Trindade - gerentes 1908, fundo paroquial 1907, fundo dos pobres de 1907; Igreja do Salvador - junta paroquial 1908, fundo paroquial 1907; Igreja do Espírito Santo - Junta Paroquial 1908, contribuintes 1907, fundo paroquial 1907.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_2ª parte

Relatório da Igreja Lusitana 1908_2ª parte: Igreja de S. Pedro - Junta para 1909; contribuintes fundo paroquial 1908; fundo dos pobres 1908; Igreja de S. João Evangelistas - gerentes para 1909; movimento paroquial; relatórios das escolas do Torne e do Prado - ginástica e exercício militar, instrução secundária.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_4ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_4ª parte: visita de D. Juan Cabrera, da Igreja Episcopal Reformada de Espanha; União Feminina; Legado de António Maria Candal; União Feminina; fundo dos pobres 1908; Missões do Bom Pastor (Guimarães e Madalena); Escola do Bom Pastor - Candal - receita e despesa; Igreja da S. Trindade - encerramento temporário da escola anexa; fundo paroquial, fundo dos pobres; Igreja do Salvador do Mundo - junta paroquial 1908, fundo paroquial; Igreja do Espírito Santo - gerentes para 1909.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_5ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_5ª parte: igreja do Espírito Santo - contribuintes, fundo paroquial, donativos especiais, fundo dos pobres; Missão de Oliveira do Douro; instalação do colégio lusitano - aluguer da sala

Resultados 1 a 30 de 54