Mostrar 521 resultados

Descrição arquivística
Com objeto digital
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

A Juventude de Janeiro a Fevereiro de 1948

Exemplar do jornal "A Juventude" de Janeiro e Fevereiro de 1948:

  • Editorial;
  • Pensa jovem, da autoria de Maria Rosa Moura;
  • Nós, que fazemos, da autoria de Fernando Júlio Silva;
  • Programa, da autoria de Lucinda Correia da Silva;
  • Poema "Procela", da autoria de Isabel Maria Teles Fernandes Gomes;
  • A transfiguração. da autoria de J. M.;
  • A decadência, da autoria de Maria Aurora Raimundo;
  • Secção infantil;
  • Sejamos bondosas, da autoria de Maria Graziela de Sousa;
  • Exemplo cristão, da autoria de António Alexandre C. Aranha;
  • Luz nas trevas, da autoria de Lucília Martins Morais;
  • Comunidade cristã, da autoria de João Mogrão de Melo;
  • Diversos.

A Juventude de Junho e Julho de 1962

Exemplar do jornal "A Juventude" de Junho e Julho de 1962:

  • Editorial: esboço de uma tentativa
  • Nota da redação
  • Fumo por Fausto Parente
  • Homem, abre os olhos por A. Rodrigues
  • Meia janela aberta sobre o mundo - 11º congresso ecuménico da juventude europeia
  • Oikoumene, o pensamento ecuménico sobre as questões sociais
  • Conversa por F. Soares
  • Nota curiosa
  • Intercâmbio de Juventude
  • Poesia solta por Joaquim Silva
  • Confissão por Fernando Soares
  • Temas de hoje por Jorge Lopes
  • Teste bíblico
  • Página de publicidade

Relatórios da Igreja Lusitana 1906_4ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1906_4ª parte: Igreja Santíssima Trindade - contribuintes 1906; fundo paroquial 1906; fundo dos pobres 1906; Igreja do Salvador do Mundo: junta paroquial 1907; fundo paroquial 1906; Missão e Colégio de Setúbal: relatório; contribuintes 1906.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_2ª parte

Relatório da Igreja Lusitana 1908_2ª parte: Igreja de S. Pedro - Junta para 1909; contribuintes fundo paroquial 1908; fundo dos pobres 1908; Igreja de S. João Evangelistas - gerentes para 1909; movimento paroquial; relatórios das escolas do Torne e do Prado - ginástica e exercício militar, instrução secundária.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_3ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_3ª parte: fundo paroquial de 1908 da igreja de S. João Evangelista; Sociedade Evangélica de Socorros Mútuos de Gaia - receita e despesa e nomeação de informadores para 1909; Igreja do Redentor - gerentes para 1909; contribuintes do fundo paroquial 1908; fundo dos pobres 1908; obras extraordinárias; fundo das escolas 1908; fundo da casa nova 1908; Igreja do Bom Pastor - Junta Paroquial 1909, com referência à Missão da Madalena e à Missão de Guimarães.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_4ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_4ª parte: visita de D. Juan Cabrera, da Igreja Episcopal Reformada de Espanha; União Feminina; Legado de António Maria Candal; União Feminina; fundo dos pobres 1908; Missões do Bom Pastor (Guimarães e Madalena); Escola do Bom Pastor - Candal - receita e despesa; Igreja da S. Trindade - encerramento temporário da escola anexa; fundo paroquial, fundo dos pobres; Igreja do Salvador do Mundo - junta paroquial 1908, fundo paroquial; Igreja do Espírito Santo - gerentes para 1909.

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_5ª parte

Relatórios da Igreja Lusitana 1908_5ª parte: igreja do Espírito Santo - contribuintes, fundo paroquial, donativos especiais, fundo dos pobres; Missão de Oliveira do Douro; instalação do colégio lusitano - aluguer da sala

Relatório da Igreja Lusitana de 1911_2ª parte

Relatório da Igreja Lusitana de 1911_2ª parte: igreja de S. Pedro - junta 1912,contribuintes, fundo paroquial, fundo dos pobres. colégio evangélico de S. Pedro; igreja de S. João Evangelista - gerentes para 1912, relatório das escolas do Torne e do Prado.

Relatório colectivo da Igreja Lusitana 1939 [continuação]

Relatório colectivo da Igreja Lusitana 1939 [continuação]: agenda da Igreja Lusitana, congregação de S. Pedro, congregação de S. Paulo, congregação de Jesus, congregação do Redentor, congregação de Setúbal, congregação de S. João Evangelista, congregação do Bom Pastor, congregação do Salvador do Mundo, congregação de Cristo, congregação de Alcácer do Sal, Missão dos Mártires da Fé - Évora, Missão de Santo Estevão - Campanhã - Porto, Missão de Santiago Apóstolo - Valbom - Gondomar; lista de pregadores licenciados.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1941

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1941: movimento das igrejas e missões, movimento cultural e de fraternidadecristã, movimento das escolas dominicais, movimento escotista, movimento de instrução pública, igreja de S. Pedro, igreja de Jesus, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom Pastor, igreja do redentor, igreja do Salvador do Mundo, igreja do Espírito Santo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1942

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1942: Homenagem a Fredrico Flower, posição da Igreja, igreja de S. Pedro, igreja de S. Paulo, igreja de Jesus, igreja do Redentor, igreja do Espírito Santo, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom pastor, igreja do Salvador do Mundo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor, Missão Lusitana dos Mártires da Fé, Missão de Santiago Apóstolo, Missão de Santo Estevão.

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1943-1944

Relatório coletivo da Igreja Lusitana 1943-44: Homenagem a Fredrico Flower, posição da Igreja, igreja de S. Pedro, igreja de S. Paulo, igreja de Jesus, igreja do Redentor, igreja do Espírito Santo, igreja de S. João Evangelista, igreja do Bom pastor, igreja do Salvador do Mundo, igreja de Cristo, igreja de Cristo Remidor, Missão Lusitana dos Mártires da Fé, Missão de Santiago Apóstolo, Missão de Santo Estevão.

Ecclesia - Ano 1 - Nº2

Ecclesia - Ano 1 - Nº2 - sumário: primavera e páscoa; reminiscências e perspectivas; síntese: a mulher na Bíblia; lauda poética: Getsemane; Gil Vicente e a Bíblia; no átrio: comemorações; na nave: dois lavaccros; florilégio da oração; saudade letra e música; a investidura de Truman; no lar: alberto Durer; o casamento e anedotário: fórum; o livro e os livros.

Ecclesia - Ano 1 - Nº3

Ecclesia - Ano 1 - Nº3 - sumário: Portugal cristão, Portugal judaico; reminiscências e perspectivas; a mensagem actual Dr. Coggan; as lágrimas de Moisés; Veni Creator; no átrio, na nave; sombras em fundo aúreo; fórum; escotismo; missionática; no lar - cães; na seara: visita episcopal; o livro e os livros.

Ecclesia - Ano 2 - Nº8

Ecclesia - Ano 2 - Nº 8: o problema das bibliotecas; reminiscências e perspectivas; o dogma da Assunção; comemorações. No átrio; na nave; florilégio da oração; considerações em torno à alma anglicana; na seara; glória, múscia por Leopoldo Figueiredo; luxogramas; o livro e os livros.

Ecclesia - Ano 3 - Nº9

Ecclesia - Ano 3 - Nº 9: o colloquium de Washington; reminiscências e perspectivas; síntese: a semântica do testemunho; florilégio da oração; Maria, a bem-aventurada; lauda poética: poema das mãos; protestantismo e romanismo; até aos confins da terra; ecos dum movimento; o novo dogma romano; fórum; qual Cristo?; o livro e os livros; lusogramas; poema de arato; The Lusitanian Church of Portugal.

Francisco Mário Varela da Silva

Francisco Mário Varela da Silva era natural da freguesia da Sé - Porto onde nasceu em 30/11/1916.
Profissão: técnico de contas
Percurso religioso:

  • Ordenado diácono em 15/03/1964
    • Foi nomeado Ministro auxiliar em 29/09/1989
    • Foi ordenado presbítero em 11/10/1990
      Exerceu funções na paróquia de S. João Evangelista, Vila Nova de Gaia, e na Missão de S. Tiago Apóstolo, Gondomar.

Cândido Joaquim de Sousa

Cândido Joaquim de Sousa nasceu no Porto, em Março de 1855. Conheceu o Evangelho na Igreja Metodista e foi professor numa das escolas desta comunhão. Em 1877 veio do Porto para Lisboa e, ao mesmo tempo que exercia o lugar de professor do Colégio Evangélico Lusitano, recebia lições de teologia do reverendo Thomas Godfrey Pope.
Foi ordenado em 1880, sendo colocado na Igreja Lusitana de S. Paulo com oseu presbítero. Mais tarde foi nomeado ministro da igreja de S. Pedro, no Largo das Taipas. Quando faleceu o cónego Pope em 1902, o Sínodo Diocesano elegeu-o seu Presidente. Dirigiu o jornal "O Evangelista", órgão da Igreja Lusitana. Faleceu em 1905.

Resultados 151 a 180 de 521