Mostrar 4 resultados

Registo de autoridade
Pessoa

Cassels, Andrew Boys. 1849-1931, presbítero

  • PT ILCAE ABC
  • Pessoa
  • 1849-1931

Nasceu a 28 de julho de 1849, foi industrial e nessa qualidade teve de solicitar uma autorização especial para poder ser ministro da Igreja Lusitana, à qual aderiu em 1890 e que serviu durante 41 anos.
Pela proximidade que manteve com o irmão, cinco anos mais velho, Diogo Cassels, foi dos membros mais ativos da Igreja. Em 1886 era o tesoureiro da Junta Paroquial do Redentor e já então, sustentava a escola do Candal, inaugurada em Fevereiro de 1884. Em 1900 dirigia a orquestra da União Cristã Feminina do Bom Pastor.
Além da actividade musical, André dedicou-se ainda à ficção, escrevendo novelas de edificação religiosa.
Residiu sempre em Gaia, primeiro em Lavadores e depois no Candal, onde fundou uma escola a que mais tarde juntou um templo. A ele se deve também o edifício da Igreja Lusitana do Bom Pastor, Candal, Vila Nova de Gaia, que mandou construir em 1886. Como seu pai, John Cassels, que tinha montado uma fábrica de fiação em Mafamude, próximo do cemitério, o Reverendo André Cassels instala no Candal uma fábrica de fiação, conhecida então como "fábrica da lã". Mas não se limitou a ser apenas industrial, dedicou-se ainda à pregação do Evangelho nas Missões de Coimbrões,Madalena, do Marco e de Lavadores, Vila Nova de Gaia, Guimarães, e Viana do Castelo.
Gostava também de escrever, no seu jornal "O Bom Pastor" há vários trabalhos seus de muito interesse; a ele se deve também a publicação da "Biblioteca António Maria Candal", trÊs séries, com 20 opúsculos, ainda o Almanach para 1909, repositório de boas informações para aquele ano e também de história. É certo que era o Reverendo Armando Pereira de Araújo quem dirigia as publicações, mas André Cassels sem pre as acompanhava. Entre 1909 e 1914 escreveu 68 artigos e tantas outras notas.
Foi ordenado diácono em 1891, em Dublin, e a 13 de Junho de 1895 ordenado presbítero.
Criou a Liga dos Rebuscadores e participou em missões fora de Vila Nova de Gaia. Contribuiu ainda, para publicações periódicas como "O Bom Pastor" (1901-1916), "Luz e Verdade" (1919).
Faleceu em 18 de dezembro de 1931, contando 82 anos.

Cassels, Diogo. 1844-1923, presbítero

  • DC
  • Pessoa
  • 1844-11-07-1923-11-07

Nasceu em Massarelos, na cidade de Porto em 1844, filho de John Cassels, Diogo era o primogénito de uma numerosa família, pois contava seis irmãos e seis irmãs; foi criado no porto e em Vila Nova de Gaia, seguindo mais tarde para Inglaterra onde estudou no colégio de Repton. Por falta de saúde, aos 14 anos, teve de abandonar o colégio e regressar a Gaia, continuando depois durante algum tempo o estudo das línguas inglesa, francesa, latina,e grega, com professores particulares.
Obrigado a deixar os estudos ainda muito novo, para começar a trabalhar, a fim de auxiliar a família, tornou-se mais tarde sócio da firma John Cassels. Fundada por seu pai. Em virtude da morte desde foi durante alguns anos gerente de fabrica de estamparia da mesma sociedade, em Mafamude, que também tinha sido montada por seu pai. Este primeiro período da sua vida foi de intensa actividade, pois teve de trabalhar com afinco, visto sua mãe e seus dez irmãos terem ficado a seu cargo. Tempos depois, resolveu passar essa sociedade e dedicar-se ao comércio, fundando a casa comercial James Cassels, no Porto, a qual ainda hoje existe, apesar de ser dirigida por pessoas estranhas a sua família.
Estes acontecimentos da sua vida foram descritos por ele próprio, numa carta aos vilanovenses. Publicada no número 275 do periódico gaiense a Igreja Lusitana.
Quando tinha 24 anos de idade, Diogo Cassels fundou a escola do Torne, para classes pobres.
Em 1885 fez exame do magistério na escola normal, no Porto, e em 1891 obteve o diploma de professor de instrução secundária. Mais tarde ou seja em 1901, com o produto dum seguro de vida, fundou a escola do prado, leccionando e dirigindo ambas as escolas com inexcedível dedicação e competência.
Dedicou incansavelmente a sua actividade à difusão da instrução e da educação das classes humildes, estimulando-as e incutindo-lhes a veneração por todos os sentimentos nobres que dignificam o homem, ensinando e instruindo, sem desfalecimento, gastando, nessa missão, a sua grande fortuna.
Em abril de 1908, a liga nacional de instrução reconhecendo os grandes serviços prestado por diogo cassels no combate ao analfabetismo, concedeu-lhe o diploma de "benemérito da instrução".
Homenagem da câmara municipal de Gaia
A câmara municipal de gaia, na sua sessão realizada no dia 20 de outubro de 1910, resolveu, por unanimidade (o que já tinha sido resolvido pela sessão transacta) dar o nome de Diogo Cassels à antiga rua do torne, artéria central que, como se sabe atravessa a avenida da república, ligando a rua 14 de outubro com a rua general torres.

Falecimento
No dia 7 de novembro de 1923, quando Diogo recebia um donativo para as escolas, no banco inglês, foi acometido, repentinamente, por um ataque que o prostrou para sempre.
No funeral do insigne educador, a câmara municipal reuniu extraordinariamente ao tomar conhecimento da morte do maior homem do concelho, instituindo por unanimidade, dois prêmios de Esc. 100$00 cada, denominador Diogo Cassels e Isabel Cassels", para serem distribuídos anualmente, ao aluno e aluna mais distintos das escolas fundadas pelo grande benemérito. Em 10 de abril de 1938, foi inaugurado solenemente o monumento a Diogo Cassels, no jardim-parque da Avenida da República em Vila Nova de Gaia.

Diogo Cassels was born at Massarelos, Porto in 1844. He was a son of John Cassels and the first of a large family of six brothers and six sisters. He grew up in Porto and Vila Nova de Gaia. Later he went to England to study at the Repton College. Because of health problems, at the age of 14 he saw himself forced to renounce his studies and college, and he came back to V. N. de Gaia, but keeping studies in English, French, Latin and Greek with private teachers.
Even so he was, once again, forced to give up his studies to start working, to help his household. Later he became partner at his father’s company. When his father died he took the responsibility of being, for some years, the manager in a stamped tissues factory, also founded by John Cassels, and part of the same enterprises group at Mafamude. This first period of his life was of much activity and hard work because the responsibility for his mother and 10 brothers and sisters relied in his shoulders.
Sometime later he decided to sell this Corporation he inherited from his father, to dedicate himself to trade. He opened another Firm called “James Cassels” at Porto that still exists but now without any connections with the Cassels family.
All his life’s happenings are largely described by him in a letter he addressed to the People of Vila Nova de Gaia, which was published in the Newspaper of the Lusitanian Church with number 275 of this newspaper Collection.
When he was 24 years old, James Cassels founded the Torne Primary School, for the poor. In 1885 he himself was submitted to an test at the official Public School in Porto, to obtain the Diploma that gave him the possibility to be recognized as a secondary education teacher. Later, in 1901, with the money of his Life Insurance, he decided to open another Primary School, this time at the Prado Church. He was the Headmaster and teacher of both Schools and everyone recognized in him the gifts of complete dedication and competence.
He dedicated his life without resting to activities with the objective of spreading education among the people of poor social standards, stimulating and educating everyone in the noble values that dignifies humankind, teaching, without giving up, and spending all his wealth in this mission.
In April 1908, the Instruction National League for Education, recognizing the great services he accomplished against illiteracy, and attributed him the “National Education Meritorious Award”. This was a Vila Nova de Gaia City Council decision.
This same City Council, at its General Assembly Session in 20th October 1910, with an unanimous vote decided to give his name to a street, becoming the “Rua Diogo Cassels”. Previously this street was called “Rua do Torne”. Still is one of the main roads that crosses with the most important Gaia Avenue, connecting the “Rua 14 de Outubro” with “Rua General Torres”.
Death.
In November, 7th 1923, when Diogo Cassels was accepting a donation for the Schools at the British Bank, he suffered a serious stroke and later on died. Immediately before his funeral the City Council was called officially to mourn Diogo Cassel´s death, and they decided in that same day to create, unanimously approved, two Scholarships Prices of 100.00$ each. The Prices were called “Diogo Cassels” and “Isabel Cassels” Scholarships. They were attributed on a year basis to the best and distinguish student from the Schools he founded – one girl and one boy. On 10th April of 1938, was solemnly dedicated to him a monument, at Avenida da República Garden-park, Vila Nova de Gaia.

Fiandor, António Ferreira. 1884-1970, bispo

  • PT ILCAE AFF
  • Pessoa
  • 1884-1970

D. António Ferreira Fiandor nasceu no Porto, em 1884. Após o ensino elementar, obtém emprego numa oficina de escultura religiosa. Em 1901 assiste a um culto, pela primeira vez, na Igreja Lusitana do Redentor (Porto), integrando-se desde logo nas atividades da comunidade. Entre 1903 e 1907 frequenta o Curso Teológico ministrado por John Harden, no Prado. Entretanto (1905) é licenciado como pregador pelo Sínodo.
A 26 de Abril de 1908 é instituído diácono, em Madrid, pelo Bispo D. Juan Bautista Cabrera. Designado coadjutor do Reverendo Flower, no Redentor. Em 1911, nesta paróquia, é ordenado Presbítero, também pelo Bispo Cabrera, da Igreja Espanhola Reformada Episcopal. De Maio de 1908 a Novembro de 1923 é Ministro-Coadjutor da Igreja do Redentor, no Porto.
Após a morte de Diogo Cassels, em 1923, este deixa a Fiandor a herança: substituição na direcção da Escola do Torne e pastor da Igreja de S. João Evangelista.
Em Novembro de 1957, o Sínodo Diocesano (de que era Presidente desde 1939) elege-o Bispo da Igreja. Foi sagrado em 22 de Junho de 1958, na Catedral de São Paulo, em Lisboa. Foram bispos sagrantes D. Plínio Simões (Igreja Episcopal Brasileira), Normann Nash (Igreja Episcopal dos EUA) e James McCann, da Igreja da Irlanda.
Em 1960 resignou à presidência do Sínodo, por limite de idade. Manteve-se como diocesano até à sagração de D. Luís Pereira, em 1962, continuando ao serviço da Igreja até ao fim dos seus dias.
Ainda em 1968 participou nos eventos comemorativos do centenário da Escola do Torne, que dirigiu durante quase meio século. Faleceu em 23 de Julho de 1970.

The Right Reverend Bishop António Ferreira Fiandor was born in Oporto in 1884. After the primary School, he started to work at a handcraft religious images office. In 1901 he joined for the first time a Service at The Redeemer parish of The Lusitanian Church – Oporto – and immediately he started to join the activities of this local church. Between 1903 and 1907 he attended the Theological Studies being the responsible for this Course Mr. John Harden, at the Prado parish. Meanwhile, in 1905 The Synod gave him authorisation to become a Licensed Preacher. On April 26, 1908 he was appointed Deacon of the Church in Madrid by the Right Reverend Bishop Juan Bautista Cabrera. Then he was appointed Assistant to the Reverend Flower at the Redeemer parish. In 1911 he was Ordained to the Ministry, also by Bishop Cabrera from the Spanish Reformed Episcopal Church. From May 1908 to November 1923 he was Auxiliar- Minister to the Redeemer Parish in Oporto. After the death of Diogo Cassels (named James Cassels before becoming a Portuguese citizen), in 1923, he inherited the responsibility of being Tutor of the Primary School and Minister of St. John the Evangelist parish. In November 1957 the Diocesan Synod (to which he was The President since 1939) elects his name to become the Bishop of the Lusitanian Church. He was consecrated on June 22, 1958 at the Saint Paul Cathedral in Lisbon. The Consecrators Bishops were: the Right Reverend Bishop Plinio Simões from the Brazilian Episcopal Church; The Right Reverend Bishop Norman Nash from the United States Episcopal Church and The Right Reverend Bishop James McCann from the Irish Episcopal Church. In 1960 because of age limit he resigned being The President of the Synod. He remained as Diocesan Bishop till the Consecration of the Right Reverend Bishop Luís Pereira in 1962, but always following the works and Mission of the Church to the end of his life.
Still in 1968 he took part in Centennial Celebration Events of the Primary School of Torne Church, which he served for almost half a century. He passed away peacefully on July 23 1970.

Octávio Guedes Coelho. 1910-11-10-[19--], presbítero

  • OGC
  • Pessoa
  • 1910-11-10-[19--]

Octávio Guedes Coelho nasceu a 10/11/1910 na Marinha Grande.
Licenciado em Teologia Reformada em 06/06/1956; Confirmado em 24/03/1963 na paróquia de S. Paulo da Igreja Lustiana; Instituído Diácono em 21/04/1963; Ordenado Presbítero em 04/08/1963; Em 1963 tornou-se diácono da paróquia do Bom Pastor; Entre 1963/1967 – pároco da paróquia do Espírito Santo; Entre 1971-1972 - pároco da paróquia do Salvador do Mundo; Entre 1967/1974 – pároco da paróquia do Bom Pastor; Em 1970 – pároco paróquia de S. João Evangelista onde exerceu também funções de Presidente da Junta Paroquial; Em 1984 – cónego da cátedral de S. Paulo, Arcipreste do Norte e Vigário-Geral.